terça-feira, 29 de janeiro de 2008

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008


Day,

O dinheiro pode lhe comprar a casca, mas não a essência das coisas. Pode lhe proporcionar comida, mas não o apetite; remédio, mas não a saúde; serviçoes, mas não a lealdade; conhecidos, mas não amigos; alegria, mas não felicidade.

Entre nós nada se compra... se conquista!!! TI AMU MADDIE DAY

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Art Bitch - CSS


“Minha arte é chamada egoncêntrica-levemente-pornô.

Ou talvez seja só narcisismo...
Meu puro e único assunto
Vai de algo que é nada mais que não o
Eu-sismo
Não seria mais fácil para Beardsley?
Ele podia derrubar as pinturas
E fotografar meu pênis.
Ou tirar foto das meninas...
Sim, você entende o que eu quero dizer
Não seria mais fácil para Esher?
Ele podia derrubar a matemática
E fazer isso acontecer em meu colchão
2 garotas e uma câmera!
3 garotas e uma câmera!
Você põe um cão lá e tem uma bagunça Polaroid

Eu não sou nenhum artista
Eu sou um cão da arte
Eu vendo pinturas para as minas que eu como
E não tenho nenhum portifólio
E eu só mostro
Onde tem álcool de graça”

Cansei de ser sexy – Art Bitch




Quando o sono não chegar>>>>>>























Neste quarto de fogo solitário
No telhado um letreiro esfumaçado
Candeeiro no peito iluminado
O cigarro no dedo incendiário
O cinzeiro esperando o comentário
Da palavra carvão fogo de vela
Meus dois olhos pregados na janela
Vendo a hora ela entrar nessa cidade
Tô fumando o cigarro da saudade
E a fumaça escrevendo o nome dela
O prazer de quem tem saudade
é saudade todo dia
O prazer de quem tem saudade
é saudade todo dia
Ela é maltratadeira
Além de ser matadeira
ô saudade companheira
De quem não tem companhia
Eu vou casar com a saudade
Numa madrugada fria
Na saúde e na doença
Na tristeza e na alegria
Quando o sono não chegar
No mais distante lugar
No deserto beira mar
Dia e noite noite e dia

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008


Já me enchi de ter que tomar tantas decisões na vida. Eu sei, dizem que a vida é uma escolha, e o que nos diferencia dos cachorros é nossa capacidade de escolher entre o bem e o mal. Mas com o passar do tempo, a quantidade de coisas que temos que escolher, as situações que nos aparecem para tomar decisões são tantas - um verdadeiro bombardeio, que estou pensando seriamente em passar todas essas decisões para os cachorros. Eles que decidam!

Onde vamos no final do ano? Caso ou compro uma bicicleta? Qual prato escolher no cardápio? Bonzinho ou Mau? Devo falar com esse ou com aquele? Troco ou não troco de carro? Faço ou não faço tal trabalho? Em quem votar? Mando à merda ou deixo pra lá? Sei lá, liga pro meu cachorro e pergunta!

Sou amante da dúvida, nunca gostei de tomar decisões. Prefiro ir no embalo. Mesmo porque as coisas mais legais da vida são aquelas que aparecem naturalmente, surpresas que cruzam o caminho, ventos que levam pra lá ou pra cá. Se é algo que exige uma decisão, nunca é tão legal. Tá certo que na infância é uma merda, não se pode decidir nada, os pais é que decidem e não há o que se possa fazer – embora hoje em dia acho que, tomadas as devidas proporções, mais vale uma criança frustrada do que um moleque mimado. Daí vem a adolescência e abre-se aquele puta horizonte, mas adolescente vive em grupo e tem sempre alguém pra tomar decisões pros outros. Então é fácil, passo minha adolescência inteira no oba oba, não decido nada. Só não podia me abster de escolher os amigos certos, que isso é fundamental. Aí era só soltar o freio de mão.

Os surrealistas se dedicaram com afinco na arte de criar jogos muito divertidos. Um amigo uma vez comentou que achava que os surrealistas foram os imbecis mais legais da história. Os surrealistas não tinham nada de imbecis, mas por vezes comportavam-se como imbecis geniais, só pra provocar. Aliás, o livro tem uma sensacional sessão de Provocações. Surrealistas gostavam de provocavar particularmente a igreja. Aí vão duas frases de Benjamim Péret.

"Se estiver passando por um cemitério, jogue algum lixo pelo muro, isso traz boa sorte."

"Se você vir um padre sendo espancado, faça um pedido"




















Benjamin Perét em performance de insultar um padre

domingo, 6 de janeiro de 2008

MINHA FAMILIA


Amo minha família, cada um de vocês e...
Mesmo distantes, conseguimos manter a chama desse amor
O amor que nos une a cada dia, nos dando força para...

Viver, nos dando força a cada caminhada, pois...
Onde quer que vamos, sabemos que jamais estamos sozinhos. Os
Caminhos são diferentes, mas quando precisamos ali estamos nós
Em qualquer situação, acolhendo uns aos outros
Semeando o amor de Deus, e o amor de nossos pais.