quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Cartas de amor - Fernando pessoa

Todas as cartas de amor
são ridículas.

Não seriam cartas de amor
se não fossem ridículas.

Também escrevi, no meu tempo,
cartas de amor como as outras,
ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
têm de ser ridículas .

Quem me dera o tempo,
em que eu escrevia
sem dar por isso, cartas de amor ,
ridículas.

Afinal,só as criaturas
que nunca escreveram Cartas de amor
É que são ridículas...


Dois vídeos/poemas muito bons na voz de Maria Bethânia


quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Auto-Estima 2




Auto-estima

Hoje fiz o seguinte:

Li todas as minhas postagens desde 2006 e vi a diferença em cada post. lembrei das pessoas que conheci, as que deixei pra tras, as que amei, as que nem existem (enquanto pra mim..sim), enfim, deu vontade de escrever tudo que tenho em meu caderno, principalmente as coisas que escrevo durante as minhas insônias. Tudo é questão de... de que? aaa sei lá. Mas tudo é uma questão, seja lá qual for. O bom de tudo é saber que um dia vou olhar essa postagem também e vo rir, aquele sorriso neutro-meio-de-lado impulsionando os pulmões e soltando ar só pelo nariz.

Hoje, ou melhor ontem, porque já são 02:11 da manhã, me disseram o seguinte: - Dado como você tá diferente!

Eu perguntei e afirmei: - como assim? acho que é a barba!
Disseram: - Não vc tá com um ar diferente, ah! e também um alto estilo.
Respondi: Não meu amor, é auto-estima mesmo! Tô feliz, tô feliz.

Logo após tinha que ir ao ensaio da peça, olhei pra traz mandei um beijo e fui caminhando pra sala, mas não era só um caminhar, era um flutuar. Pois é, me sentindo O CARA. sorrindo abraçando, um verdadeiro louco.

To crescendo... mas não mais de tamanho. Sei que se eu cair numa poça d'água de cara, eu sopro, pra fazer bolhas. Depois? Depois eu lavo o rosto! Oras!



Muito bom esse texto e o blog:

http://caideparaquedas.wordpress.com/2009/09/26/quando-alguem-deseja-saltar/



Recomendo esse vídeo para uma reflexão:

http://www.youtube.com/watch?v=522KkWPcwDA&feature=player_embedded

Essa imagem me deixou pensativo...


Rubi, Já sei um bucado de músicas pra tocar, ensaiei pra cacete no meu quarto... só não sei se ainda estais disposto a ouvir, e dizer: "Assim vou acabar me casando com você!"
Quando eu tiver meu carro, vou sair buzinando por ai e vou te buscar pra agente ir a prai e ficar atééé de noite, sem ter medo do lado negro da lua.
Mudei, Agora é para-queda.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Meu olhar acabou em olheiras



Disseram que eu andava caído
Disseram que do meu coração fora feito uma esteira
Que andaram por cima

Disseram que eu andei desistindo
E que o meu olhar acabou em olheiras
Acabou com uma olheira

Disseram que eu me perdi no mato
Por não ter tentado usar a bússola
Por não seguir a trilha

Disseram ser minha força pouca
E que a luz que me acompanha havia sido esquecida
Que tentaram apagá-la

Não quero caminhar
Com a cabeça abaixada
Vou me expor para os céus
Ser e topar uma batalha

Vou levantar os punhos
E cerrar minha sorte
Vou gritar para o mundo:
- Ainda sou Dom Quixote!

Ainda sou louco o bastante pra rir
Ainda sou louco o bastante pra rir
Ainda sou louco o bastante pra rir
Ainda sou louco

...e a corda estourou... e agora, feliz estou!

14.12.09

sábado, 12 de dezembro de 2009

Bungee Jump



Te tomar num copo d’água... mas e se eu me viciar?... já era, já estou!!
E então serás eterno.




quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Enfio a mão no bolso... uma uma pedra e um chaveiro!



CHAVEIRO diz:

Chaveiro de prata

Fostes feito de lata

Não vales o pano que te acomoda

Ó, Pedacinho de roda

Pedrinha rara diz:

procurando palavras...

CHAVEIRO diz:

é rsrsr

Pedrinha rara diz:

deixei um depoimento com uma citação que gosto muito e cabe

pelo tamanho

pelo querer

CHAVEIRO diz:

A dor - de não estar perto

A flor - que te dei feito menino amarelo aassim como elas

- Adoroaflor!

Aflora - ...

Pedrinha rara diz:

apaixonante... deixando tudo ao redor apaixonado....

embreagado...

torcendo pelas melhores possibilidades

querendo de verdade!

CHAVEIRO diz:

Enfio a mão no bolso

Enfio novamente a mão no bolso

Enfio a mão no bolso , Defloro

quando tudo se cala

no meu bolso vejo uma pedra rara

Pedra B.

Ela me diz bem baixinho: - POr favor não espalha

Pedrinha rara diz:

rsrs

vontade de ser seu...

CHAVEIRO diz:

vontade que me entorpeceu

Pedrinha rara diz:

bem... vou dormir... tentar um espaço entre os pardais... quem sabe me ensinam o caminho para o seu travesseiro!

CHAVEIRO diz:

vou trocar a fronha e te esperar....

não esquece do favor que te pedi

Pedrinha rara diz:

...e eu acordo ao seu lado!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Pardal



Mais do que nunca
sinto um frio na nuca.

tive um sonho surreal no cantinho do meu quarto sonhei abrindo os olhos e via um pardal no meu travesseiro. Ele voava mas caia em toda tentativa. Era iniciante.
Depois já de manhã acordei e estava lá o pardal no meu travesseiro, que tentava voar no meu sonho... dessa vez era de verdade!!


Antes de sonhar:

Se Deus quiser, um dia eu quero ser índio
Viver pelado, pintado de verde num eterno domingo
Ser um bicho preguiça e espantar turista

E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, sol

Se Deus quiser um dia acabo voando
Tão banal, assim como um pardal, meio de contrabando
Desviar de estilingue, deixar que me xinguem
E tomar banho de sol, banho de sol, banho de sol, banho de sol ...

http://www.youtube.com/watch?v=P0vMLr1vYko

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Mães e clichês



Elas ocupam o panteão dos clichês e estão na história de muitos homens, seja em boas lembranças, seja em algumas não tão agradáveis. Fato é, as mães produzem situações das mais inusitadas.

M: Você ficou até que horas falando ao telefone ontem?
K: Umas três e meia, quatro horas...
M: Nossa! Mas tinha tanto assunto?
K:...
M:E com quem você ficou falando esse tempo todo?
K: Uma pessoa, mãe...
M: Uma pessoa mulher ou uma pessoa homem?
K:...Uma pessoa.

Maneira sutil de perguntar se eu estava saindo com um homem e já deixando claro que não haveria problema algum se estivesse.

[Copiada descaradamente de um blog que chama G clichê]

sábado, 21 de novembro de 2009

Personagens 1

GAlera depois de mundo tempo sem postar. tive a idéia de mostrar meus personagens.



Aula de indrumendária, Homem da déc. de 90


Nobres, Figuração do filme O bem amado



Abstrato - O tempo

segunda-feira, 6 de julho de 2009

A arte de pensar



Pensar é o destino do homo sapiens e não apenas uma opção consciente.

Milhões de pessoas no mundo têm traumas produzidos pelas escolas. A educação modernas é produtora de doenças emocionais. Os alunos deveriam sentar-se em semicírculo ou "U" para serem debatadores de idédias e não frágeis espectadores passivos.

sábado, 23 de maio de 2009

Eu sou um homem livre


Liberdade, liberdade de estar miseravelmente só.

Afinal, nunca estive sozinho! Dia e noite sou acompanhado por algo que nunca me abandonará e isto porque o Sol jurou nunca deixar-me ausente! Como Ele não me podia acompanhar, encarregou-se de me fazer acompanhar pela minha sombra e nunca, nunca mais estive sozinho por causa do amor do Sol!

Me fez lembrar que o homem inventou a luz, mas se preferisse ficasse na escuridão e batesse um papo com a lua enquanto estiver ausente!

Influências em "O Zahir"

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Fotografia [][][][][][] Parte 2






Por definição, fotografia é, essencialmente, a técnica de criação de imagens por meio de exposição luminosa, fixando esta em uma superfície sensível. A primeira fotografia reconhecida remonta ao ano de 1826 e é atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce. Contudo, a invenção da fotografia não é obra de um só autor, mas um processo de acúmulo de avanços por parte de muitas pessoas, trabalhando juntas ou em paralelo ao longo de muitos anos. Se por um lado os princípios fundamentais da fotografia se estabeleceram há décadas e, desde a introdução do filme fotográfico colorido, quase não sofreram mudanças, por outro, os avanços tecnológicos têm sistematicamente possibilitado melhorias na qualidade das imagens produzidas, agilização das etapas do processo de produção e a redução de custos, popularizando o uso da fotografia.


Fotos : Diane Arbus

sexta-feira, 3 de abril de 2009

FOTOGRAFIA [[[]]] Parte 1






"Sempre considerei o ato de fotografar ruim, feio - o que é uma das coisas mais me atraem na fotografia."

"Quando fotografei pela primeira vez senti-me extremamente perversa."


Diane Arbus

terça-feira, 24 de março de 2009

Você também, você mas eu não vou, Ser você também




Todo mundo é igual, mas eu não!
Todo mundo esconde o pensamento
Todo mundo na competição
Todo mundo luta contra o tempo
Todo mundo pede explicação


Todo mundo teve um nascimento

Todo mundo acaba num caixão !!





quarta-feira, 18 de março de 2009

domingo, 15 de março de 2009

ctrl C ctrl V

Meu caderninho de anotações está topado de pensamentos, e como ultimamente posto textos que me enviam, essa frase vi e gostei muito:

"Quem precisa de arte são as pessoas, o artista precisa é de dinheiro!"




domingo, 8 de março de 2009

Manual de Amor ao Artista


Para se amar um artista tem que saber ser livre.

Não falo do amor livre, aquele desvairado em que nada importa, em que corpos
e bocas diversas fazem parte de tudo sem mesmo fazer parte de nada. Não é
desse que falo. Absolutamente também não falo de amor livre desses que quase
já não há amor. Aquele que as pessoas fingem se amar, fingem se importar mas
na verdade não. Olham para o lado sempre a procura de algo melhor e sofrem
por dentro por não saber o que procurar. Não é desse amor que falo.
Na verdade nem quero dizer nada sobre amor livre. Não é o amor que deve ser
livre.
Nós temos que ser livres.
E ser livre não significa ser rebelde, adverso, descompromissado ou
desinteressado. Ser livre não significa fazer o que acha que deveria para
parecer independente. Ser livre não significa agir inconsequentemente sem se
preocupar com o que o outro sente, com o que o outro pensa, com que o outro
precisa. Ser livre não é estar ausente.
Aliás, acho que esse é um dos maiores desafios da liberdade: estar presente.
Porque pra você ser livre você tem que entender o mundo, a diversidade dos
sentimentos, a diversidade de pessoas, a diversidade de idéias e opiniões.
Você tem que fazer suas escolhas sem ferir as alheias, sem prender, sem
forçar, sem dominar.
Ser livre não é estar no topo, é estar. Apenas.
E pra se amar de verdade um artista é preciso entender que nada é o que
parece, que as coisas mudam e quem nem sempre dão certo. É preciso entender
que sonhos podem virar realidade - nem que seja somente na ponta do lápis -
mas que nem sempre esses sonhos são reais. Podem ser só sonhos do artista. É
preciso entender que as horas passam, os dias passam, os anos passam e ele
vai estar sempre lá, apaixonado pelo trabalho (que vai ser o único amante
verdadeiro se sua vida).
Por esse motivo o artista ama seu trabalho: porque é livre.
Para se amar um artista é preciso olhar com atenção e se deixar ser olhado.
É preciso estar só e deixar só - sem realmente estar em ambos os momentos. É
preciso criar: rotinas dentro do caos, novas histórias dentro da história,
motivos pra amar, espaços pra viver.
É estar lá e saber que o artista também vai estar. É sentir e saber que o
artista também vai sentir. É amar e saber que o artista também vai amar. Sem
necessariamente ele ter que provar isso a todo momento.
As provas de amor de um artista vêm através de sua arte. O quanto mais ele
ama, mais ele se sente criador.
Não que o artista não crie também quando está triste ou desamado - mas aí é
quando o amor próprio fala.
Ele às vezes vai parecer distante, às vezes vai parecer frio, às vezes vai
parecer triste - e não vai ser por sua causa. O artista sofre, sozinho, de
sua própria criação.
Ele às vezes vai parecer animado, às vezes vai parecer eufórico, às vezes
vai parecer feliz. Aproveite sempre esses momentos com ele.
Mas não quero dizer com tudo isso que amar um artista é uma entrega
solitária. Ele também vai te amar, e te agradar, e te respeitar: se você for
livre.
Livre pra amar seu jeito desconexo. Livre pra entender suas ausências. Livre
pra admirar suas criações. Livre pra controlar o ciúmes. Livre pra se
ausentar sem jogos. Livre pra viver sem amarras. Livre pra amar sem medo.
Livre sem medo de ser amado da forma que ele souber amar.
Para se amar um artista tem que se entender que o amor é livre, sem
necessariamente ser o amor livre desvairado ou o amor livre desinteressado.
O amor é livre pois é pessoal, individual e intransferível. É variável
dentro de uma mesma forma e simples o suficiente para assustar.
Para se amar um artista tem que saber que não importa o que acontecer, se
você for digno de receber amor - qualquer tipo de amor - ele será seu.
Inevitávelmente.
Pode parecer complicado, muitas regras, muitos problemas... mas não, não é
assim.
A grande questão que você precisa saber responder para saber se pode ou não
amar um artista é: Você sabe ser livre?
Se a resposta for não, eu sinto muito.
Se a resposta for sim, então apenas te informo que, se você for realmente
livre, o artista te amará antes que você o ame - e não há como não amar um
artista apaixonado.









Autor: desconhecido

quinta-feira, 5 de março de 2009

AR


Foto: Heron

Meu elemento é o AR
Sou um Bruxo do leste,
Tenho o dom da Vidência
Meu poder é o intelecto e a razão
Meu melhor sentido é o Olfato
Gosto do Inverno
Crio Borboletas pretas
Espada é o objeto do meu signo
Meu naipe é Espadas
Gosto de cores escuras e Amarela
Meu elemental é Silfos
O Salgueiro, Sálvia e Verbena são minhas ervas preferidas

Tenho Ametistas, Quartzo e Turmalinas, as pedras mais lindas!

Carnaval 2009










terça-feira, 3 de março de 2009

Ao meu remédio;


As 19:20


E agora preciso sempre
E é o primeiro caso que sei
que o vício ao primeiro uso

Peço só mais um pouco
de sua dose. O café foi só reforço.
Dose vezes seria superdose
De tanto querer, de tanto precisar
Peço a domicílio ou entrarei em Abstinência.

Não posso chamar isso de dor de cabeça
Passa a ser uma manifestação nos meus neurônios
Que se chama SAUDADE

As 19:25

Nesse momento, o vento faz a curva
Pra voltar com mais coragem
E as palhas dos coqueiros balançam
Aplaudindo tudo isso.

Dado Araújo (reflexão) 02.03.09
CIT Alagoinhas